Disney World, seus resorts e sua magia!!

Já fui à Orlando algumas vezes, nunca tinha ficado nos Resorts da Disney por achar extremamente caro em relação aos hotéis da International Drive.  Sempre aluguei carro, como normalmente todos fazem, e ficava por ali. Nunca tinha feito contas ou a comparação custo x benefícios.

Ano passado levei as meninas pela primeira vez à Orlando. Meu foco era a Disney, elas estavam no auge da fase das princesas, com 3 anos e 8 meses. E com essa idade qualquer mãe sabe que shopping é algo bem complicado de se frequentar, ainda mais fazer compras demoradas.
E a viagem era pra elas se divertirem, esse era o foco, afinal essa é a idade que acredita que aquele é o Mickey, aquela é realmente a Cinderela e seu castelo, enfim, é a idade da Magia!!
Sei que brasileiro não pode pisar em Orlando e Miami que só pensa em compras rs.. Mas quando se viaja com criança dessa idade é bem complicado, ainda mais duas!! E, para não deixar as compras totalmente de lado, fiz dessa e vez e faço SEMPRE que o pai delas viaja: compro pela web e mando entregar no Hotel, seja ele qual for. Além de ser prático, de controlar as despesas e perder menos tempo, muitos produtos que estão no site não se encontram em lojas, inclusive a Disney Store. Como falei, elas estão na idade das princesas, e ao chegar na loja, não tinha a fantasia da Cinderela tamanho 4 anos, tivemos que comprar tamanho 7 !! Depois disso, sento com elas, abro o site da loja da Disney ,elas escolhem o que quere,  pois tem tudo e todos tamanhos, e tudo é entregue no hotel. Outra loja que sempre dá certo comprar e mandar entregar é a GAP , super barata para crianças, e de quebra, na mesma compra se pode comprar Banana Republic e Old Navy.

Coronado Resort

Voltando aos hotéis.. rs Resolvi então ficar dentro do complexo de Resorts da Disney , que tem opções para todos os gostos e bolsos. Fiquei no Coronado Springs Resort  , considerado de categoria moderada. Como todos os resorts de lá, o Coronado também é temático e é inspirado no México evocando o espírito e clima de romance. A piscina foi projetada como sítio de escavação arqueológica, com uma pirâmide maia de cinco andares. Ao redor do hotel tem o Lago Dorado e  vistas que nos fazem sentir que estamos no México ou no sudœste americano, coisas que só a Disney faz 🙂 Bem servido em relação à alimentação: possui o restaurante Maya Grill que sequer experimentei dada a funcionalidade, praticidade do Pepper Market, uma espécie de buffet-americano-mexicano-e-faz-quase-tudo rs.. Lá eu pedia um espaguete sem molho, franguinho à milanesa sem pimenta, fritas , enfim, conseguia ficar mais tranquila por encontrar ou pedir algo que meninas gostassem, isso a menos de 15 dólares. No Café Rix eu comprava caixinhas de leite entre outras coisinhas.

Frente do bloco do hotel onde fiquei

O quarto é super confortável e você não esquece em nenhum momento que você está ali dentro da Disney, detalhes em formato da cabeça do Mickey estão espalhados em todo o quarto, hotel . Quando chegávamos dos parques à noite, os bonecos de pelúcia que havíamos comprado estavam pendurados nas cortinas, ou enfeitando as camas de um modo todo especial.. coisas da Disney..

 

 

É bem verdade que já sabia que todos os hotéis dentro do complexo possuem esses “mickeys” escondidos (existe gente que faz buscas e fotografa),  já li umas 3 vezes o livro “Nos Bastidores da Disney”, de Tom Connellan.

Na verdade esse livro tenta mostrar alguns segredos de sucesso do mundo mágico, e o que eu tirei desse livro e me fez encarar a Disney de outra maneira, foi que o negócio deles é “vender sonhos, magia”. Vale a pena a leitura.

Mas, voltando ao aspecto prático do assunto. A hospedagem em um hotel dentro do complexo já trás uma comodidade que nenhum hotel oferece: ônibus com ar condicionado, circulando o dia inteiro entre os parques e entre os parque e os hotéis, e melhor, deixando os passageiros bem na porta dos parques (quem conhece os estacionamentos sabe que às vezes se anda muito até chegar ao parque).
Isso significa que nos dias que você colocou os parques da Disney no roteiro, você não precisa alugar carro, foi o que fiz. 🙂

Ponto de ônibus em frente ao meu bloco do Hotel

Aluguei carro por 3 dias apenas, fui ao Sea World e a Universal Studios/Island of Adventures, até porque elas nem poderiam entrar em muitos brinquedos devido à idade.  E nesses dias, após os parques, eu dei uma passada nos shoppings e consegui comprar tudo que queria com elas sentadas, e acabadas, no carrinho de USD 22 do Walmart de lá. 🙂
Uma das coisas que me arrependi foi de não ter comprado o plano de refeições Disney, que pode ser o de refeições rápidas, o normal e o de luxo. Nesses planos, que só podem ser vendidos pra quem se hospeda nos resorts, você paga um valor por dia (de acordo com o plano)  e tem uma lista de restaurantes e lanchonetes dentro dos todos os parques e claro seu hotel, onde é só apresentar a ficha para fazer a refeição. E ainda ganha uma caneca que você pode completar de bebida, sem álcool claro, da mesma forma, seja no hotel ou nos parques. Em alguns dos planos de refeições, aquelas super procuradas refeições com os personagens já está incluída, menos um trabalho né? 🙂

E pra melhorar, os hóspedes dos resorts contam com horas a mais nos parques. Um dia fiquei 3 horas a mais no Animal Kingdon, no outro uma hora a mais no Magic Kingdon, e isso inclui: personagens esperando apenas os hóspedes para tirar as fotos, dar autógrafos, e claro, peguei montanha-russa e outros brinquedos sem filas, faz uma diferença ENORME!

Na volta refiz as contas e vi que se a hospedagem for em um Resort Disney de categoria econômica, sem alugar o carro nos dias dos parques Disney (lembrando que também é preciso pagar estacionamento,aluguel de cadeirinhas de crianças e gasolina) e com plano de refeição, a viagem pode se tornar o mesmo preço ou até mais barata que em um hotel da International Drive. Além de tudo, a viagem fica mais mágica também!!!

 

 

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. Priscila
  2. Olga
  3. Bia
  4. Débora C O R Deorio

Deixe uma resposta para Débora C O R Deorio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *