Gramado e Canela com crianças: Parque Gaúcho

Parque Gaúcho

minhas gauchinhas

Uma boa surpresa da viagem para Gramado com as meninas foi o Parque Gaúcho . Achava que seria bacana pra mim, pois adoro história, e o parque é uma espécie de museu, que conta a origem do povo gaúcho, desde os índios, seus  hábitos e costumes. O que me surpreendeu foi a reação das meninas, pois interagiram bastante, se interessaram por tudo, fazendo muitas perguntas, enfim, curtiram muito mais do que eu esperava!

Parque Gaúcho

Parque Gaúcho

Parque Gaúcho

Ciclo da Erva-mate e sua influência na formação do gaúcho

O parque temático ocupa uma área de  120 mil metros quadrados, ao lado do Gramado Zoo (inclusive com os mesmos proprietários) e fica em um lugar com uma vista privilegiada da Serra Gaúcha.

a vista de lá é linda

a vista de lá é linda

Logo na entrada assistimos a um vídeo com um senhor gaúcho fazendo uma introdução ao que vamos encontrar no parque. Fomos guiadas pela Fernanda Schlee, coordenadora do parque, para o primeiro setor, o Memorial do Gaúcho, que  nos levou até o século XVIII, onde utensílios e objetos foram reproduzidos para o parque com um nível de detalhe admirável. Nessa parte, a que mais remete a um museu, a história do povo gaúcho é contada em função dos ciclos, como o ciclo da erva-mate, que teve sua origem com os índios guaranis, passando pelo ciclo do couro, quando praticamente não se aproveitava a carne pois na época não existiam métodos de conservação; e depois o ciclo da lã e do charque.

meninas colhendo morangos na horta

meninas colhendo morangos na horta

Passamos pelo herbário, com plantas usadas pelos gaúchos no passado e no presente e também pela horta, que abastece o restaurante do parque. Meninas colheram morangos e aplicaram iodo direto da planta nos arranhões que foram encontrando, e eu saí quebrando ervas e sentindo cheiro de todas, isso que dá ser da cidade, acaba que muitas eu não conhecia as folhas, por comprar industrializada.

 

Arena de Doma e meninas na arquibancada com os novos amigos

Arena de Doma e meninas na arquibancada com os novos amigos

Da horta fomos para a Arena de doma, utilizada para apresentação e doma das raças crioulas, e um dos lugares que meninas mais se divertiram. Fernanda ensinou ao grupo que estava na arena a adestrar o cavalo que estava nela e quando batíamos os pés nos chão todos juntos, o cavalo corria por toda a arena. Elas curtiram tanto que a brincadeira de bater os pés no chão pra correr durou em casa por umas 2 semanas 🙂

Cidade dos gaúchos

Cidade dos gaúchos

 

 

 

A Cidade dos Gaúchos, visitada em seguida, reconstitui uma vila do interior do pampa do séc. XVIII.É um espaço bem montado e como era possível entrar em cada cenário, elas também curtiram bastante.

 

 

 

meninas na Cidade dos gaúchos

meninas na Cidade dos gaúchos

cão ovelheiro

cão ovelheiro

Em seguida fomos ver os animais crioulos, e aí é a minha vez de me encantar… até porque eu sou louca por cachorros, e os cães ovelheiros são lindos! Também tinha um pônei, cavalos lindos e ovelhas, incluindo uma bebê que perdeu a mãe e que estava sendo amamentada pela Fernanda. Aliás, esse carinho de todos do parque com os animais me encantou! Até a parte da doma e do adestramento é feita sem castigo, totalmente baseada na confiança e carinho, nem preciso dizer que isso me conquistou!

todos fofos, principalmente a bebê do canto inferior à direita

todos fofos, principalmente a bebê do canto inferior à direita

 

 

buffet do restaurante

buffet do restaurante

A essa altura a fome já batia na porta e fomos experimentar o almoço campeiro no Restaurante Cultural do parque. Seguindo o mesmo conceito que relatei, o restaurante faz um resgate das comidas típicas e das receitas genuinamente gaúchas.  Um buffet preparado no fogão à lenha com pratos  diversos e claro, o churrasco gaúcho!  Eu comi  arroz-de-carreteiro, batata com molho de queijo e churrasco, e estava tudo uma delícia. E  também não posso esquecer de falar do pão campeiro de entrada, feito lá, realmente indescritível!

 

 

Enquanto eu ainda me deliciava no restaurante, meninas foram com as amiguinhas, que conheceram no começo do percurso do parque, para o galpão infantil que tem acesso pelo restaurante e que resgata também brincadeiras gaúchas antigas. Tudo é muito bem encadeado e com o mesmo propósito, e isso é bacana de se ver!

 

 

Galpão

Galpão infantil

Antes de irmos embora, uma passada na lojinha super fofa e meninas pediram (e ganharam) de presente o cão ovelheiro de pelúcia 🙂

 

 

 

Informações:

Preço promocional do Zoo com o Parque Gaúcho:

Adulto: R$ 38
Acima de 60 anos : R$ 20
Crianças de 3 a 12 anos: R$ 25
Crianças até 2 anos: isentas

Almoço: R$ 42 por pessoa, sendo que criança paga R$21

Funcionamento : Diariamente das 9h às 17h 

Possui estacionamento 

Como chegar:  O acesso é feito pela RS-115, em direção à Igrejinha, e o Zoo se localiza a  700m do pórtico de entrada de Gramado

* a nossa entrada e o almoço foram cortesias do Parque Gaúcho.

Já tem onde se hospedar em Gramado ou Canela? Então faça sua reserva pelo Booking, com o nosso link de afiliado:

Hotéis em Gramado

Hotéis em Canela 


Leia também outros posts da série Gramado e Canela com crianças:

Gramado e Canela com crianças: Parque Terra Mágica Florybal

Gramado e Canela com crianças: Aldeia do Papai Noel 

Gramado e Canela com crianças: Lago Negro

Gramado e Canela com crianças: Parque do Caracol

Gramado e Canela com crianças: Alpen Park

Gramado e Canela com crianças: Mundo Gelado

Gramado e Canela com crianças: Gramado Zoo 

Gramado e Canela com crianças: Le Jardin – Parque de Lavandas

Gramado e Canela com crianças: Mundo a vapor

Gramado e Canela com crianças: Mini Mundo

Gramado e Canela com crianças: Reino do Chocolate

Dica de hotel em Gramado com crianças: Serrano Resort

Hotel Alpenhaus em Gramado

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. Sandra Cristina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *