Blog

Buenos Aires: pegadinhas da cidade e algumas dicas do leitor

O Artur Lemos acabou de chegar de Buenos Aires e nos conta algumas pegadinhas no sentido de malandragem dos argentinos com relação aos brasileiros para ganhar mais, dá algumas  dicas e conta um pouco como foi a viagem!

Galerias Pacífico

Fiz uma rápida viagem à  Buenos Aires. Lá encontrei tantos brasileiros quanto aqui, é brasileiro para todos os lados. E alguns argentinos fazendo a festa com a invasão brasileira e os nossos reais.

O cambio nos é favorável: 1 peso = 0,50 reais, porém, que ninguém se iluda, a vida por lá anda pelos olhos da cara. Tudo muito caro. Cheguei a pagar por uma garrafa de agua mineral das pequenas, o equivalente a R$ 9,00. É claro que depende do lugar onde você vai comprar.

Mas me chamou atenção, a “malandragem” de alguns argentinos com relação a nós. Exemplifico:

  1. Em um restaurante, com um bife de chorizo maravilhoso, pedi uma garrafa pequena de vinho para acompanhar a carne. No cardápio, constava 40 pesos. Pedido feito, volta o garçom, dizendo que o vinho escolhido estava em falta e me apresenta um outro. Questionado sobre o preço, ouvi que era a “a misma cosa”, um pouco mais caro. Aceitei em confiança. No final, a conta me trouxe a surpresa: o preço do vinho era mais que o dobro do escolhido por mim a princípio.
  2. O taxi que me levou de Ezeiza ao hotel no centro, custou 270 pesos, apesar dos sites da internet afirmarem que o custo era variável entre 160 e 180 pesos. Na volta, ajustei no hotel outro taxi para o trajeto inverso, por 200 pesos. No aeroporto, quando fui pagar ao motorista, um senhor de cabelos brancos, me foi cobrada a quantia de 240 pesos. Ou seja, não se pode confiar nos pactos eventualmente feitos.

Mas Buenos Aires continua uma cidade fantástica, apesar desses infortúnios. Nessa época do ano, fim de primavera, as árvores ainda estão floridas e a temperatura muito agradável na maior parte do tempo. Cidade onde se come muito bem e se pode comprar roupas de ótima qualidade, apesar dos preços inflacionados.

Artur Lemos em Buenos Aires

O shopping de Recoleta (que me lembrou o nosso Fashion Mall no Rio), é um local onde se encontram produtos de muita qualidade. Também o tradicional Galerias Pacifico, localizado na Calle Florida, oferece artigos de primeira qualidade para quem está disposto a gastar os seus reais.

A cotação do peso em relação ao dólar no Free Shop de Buenos Aires, estava a U$ 1,00 = $ 4,83 pesos.

Um aviso: jamais façam cambio com aqueles que te oferecem o tempo na Calle Florida, porque além da cotação ser desfavorável, corre-se o risco de receber pesos falsos. Cambio só no Banco de la Nacion Argentina, agencia central, perto da Casa Rosada.

Alfajores são os Havannas e ponto final.

Bife de Chorizo, recomendo o do El Establo, na Rua Paraguay 489, é maravilhoso. Apenas cuidado com os garçons. Se estiver na Recoleta, pode ir sem susto no Montana Ranch, Calle Roberto M. Ortiz, 1.813.

Os bons shows de Tango (imperdíveis para quem não conhece), estão na faixa de 400 pesos. O Teatro Colón, o mais famoso e tradicional teatro de ópera da America Latina, após longa reforma, iria reabrir ontem, dia 27 com uma montagem inédita do Anel dos Nibelungos de Wagner. Se por la ainda estivesse, seria programa certo.
Enfim, Buenos Aires continua sendo um lugar charmoso e agradável, além de ser perto, onde se pode desfrutar bons momentos.Vale a pena ir!

 

 

Administradora, mãe das gêmeas Camila e Letícia, carioca, apaixonada por viajar. Gosto de todas as fases, desde o planejamento até a revelação das fotos. Curto enoturismo, ecoturismo, viagem de luxo, romântica, e principalmente viajar com as filhotas.

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.

Comments

  • IS
    novembro 14, 2019

    Obrigado ao Artur por suas dicas, mas discordo de varias. Já fui “n” vezes a Argentina e nunca tive problemas em restaurantes com garçons nem com motoristas de táxi. Darei mais duas dicas: 1-Parrillas: Barata-Santos Manjares, na mesma Calle Paraguay do restaurante indicado pelo Artur, Cara-Don Julio, La Cabrera, Fervor, 2- Alfajores: Jorgito-espetacular, Capitão do Espaço -alfajor cult entre os argentinos com sabor suave, alfajores de maisena, imperdíveis, que podem ser comprados em quiosques e cafés, enfim, existe uma infinidade marcas de alfajores todas muito boas. Endereços pesquisem no Google. Não deixem de explorar os bares, cafés, bodrgas e restaurantes italianos, muito bons. Enfim, não caiam nos clichês das marcas argentinas e restaurantes conhecidos no Brasil, a Argentina é muito mais do que isso. Boa viagem.

    reply
  • marcia
    janeiro 16, 2015

    Estou indo a BAS daqui alguns meses e gostaria de saber como reconhecer a nota verdadeira da falsa, principalmente uma moeda que não conheço. Obrigada

    reply
  • outubro 4, 2014

    Uma dica para evitar contratempos com os táxis no Aeroporto de Ezeiza ou Aeroparque é contratar o serviço de um remise: você paga na hora um valor fixo pela viagem e logo se esquece daquele perigo de dar “um passeio desnecessário” pela cidade e ainda ter que pagar por isso. Nunca pegar aqueles que estão fora do aeroporto. E nas ruas de Buenos Aires o mais recomendável é escolher os chamados Radio Táxis, que são mais seguros.
    O câmbio é mesmo um assunto meio delicado: as casas de câmbio são confiáveis, mas trocam pela cotação oficial. Os cambistas da Rua Florida ou Lavalle oferecem um valor bem mais alto, mas como já falaram outros leitores, sempre há o risco de receber notas falsas. Uma terceira opção é fazer compras ou visitar restaurantes que aceitem o pagamento em reais. É bom consultar a cotação previamente, mas na maioria das vezes esses lugares têm uma cotação intermédia entre a oficial e a do mercado negro que pode valer a pena.

    reply
  • João Augusto
    setembro 29, 2014

    Câmbio onde?
    O melhor lugar p fazer câmbio é na cale Florida com as pessoas que te abordam. É só prestar atenção e conferir as notas.
    A melhor cotação é da rua.

    reply
  • Camilla Ribeiro
    julho 21, 2014

    Olá, pretendo ir a Buenos Aires nos próximos meses e estou muito em duvida em qual hotel me hospedar e qual bairro é melhor, já que vamos em 2 adultos e 1 criança de 2 anos. Alguém poderia me dar alguma dica de hotel,por favor???

    reply
  • Enrico
    maio 9, 2014

    Estive lá há dois anos, paguei 2 pesos no ônibus do Ezeiza pro Centro, hahahaha demorou 2h claro, mas foi uma bela economia hehehe

    reply
  • Aline Aguillera
    maio 8, 2014

    O melhor alfajor eh o cachafaz, sem comparacao com o havana. Deixa la tras!

    reply
  • Isa Lourena
    maio 8, 2014

    Estive em Buenos Aires em Janeiro, e tive problemas com notas falsas dadas pelos próprios taxistas como troco. E o mais curioso é que encontramos o taxisista que havia dado notas falsas e juntos com o policial fomos tentar trocar por uma original e simplesmente o taxista trocou a nota e não sofreu nenhuma advertência da polícia quanto ao fato de sair espalhando notas falsas.

    reply
  • Roberto
    maio 8, 2014

    Post antigo, não traduz a realudade atual. Para viajar é necessário informação atual do lugar a ser visitado e quanto a pegadinhas deve- se ser entendido como inocência pois um viajante chegar numa cidade turística e não ver os preços ( acreditando no vendedor, garçom etc.) é o mesmo que acreditar em Papai Noel. Estive recentemente em BAs e fiz justamente ao contrario do que foi relatado, trocando teais por pesos na Florida e fugindo do Banco oficial que dá im câmbio desfavorável. Tudo que comprei. ( refeições tmb. ) tinha o preço exposto e só confiei em mim, foi uma viagem maravilhosa..Ahhh não é só no Brasil que existe desonestidade e todo viajante tem q ter isso em mente pra não passar pelo inocente relato acima!!!

    reply
  • Daniele
    maio 7, 2014

    Olá. Estive lá no carnaval e paguei 300 pesos do Ezeiza para a rodoviária do retiro o taxi (valor fechado) mesmo assim o taxista quis nos deixar em outro terminal próximo ao aeroporto que eu nem conhecia, nada bobo ele. Mas não aceitamos e a partir dai ele correu como um louco para o Retiro e quase jogou nossas malas no chão. Mas a justiça chegou rápido pq o carro dele não deu a partida após isso rs. Dizem q pegar taxi na rua é perigoso o próprio taxista te assaltar e o melhor alfajor q comi é o cachafaz. Deixa o Havana lá atrás. E recomendo as sorveterias e não é só a Freddo que é boa. Eu adoro aquele Pais e vale mto a pena conhecer. Cuidado nunca é demais e não acho mto diferente que aqui.

    reply
  • Melissa
    maio 7, 2014

    Nao gostei do post, discordo de muita coisa. Na internet é bem especificado o preço do taxi de Ezeiza ao centro, inclusive no site da ‘taxi Ezeiza’. Quanto a pagar 40 pesos a mais na volta, se acordou 200, argumento no faltaria para pagar somente o que foi acordado. Eu nao tenho um ‘A’ para falar dos taxistas de Buenos Aires. Ao contrário dos picaretas e chatos aqui do Rio, lá me davam sempre troco a mais na falta de troco redondo. O cambio nas casas de câmbio é incrivelmente pior do que o cambio paralelo. O cambio paralelo é legal na Argentina, existe até site com as cotações diárias só para o paralelo. Consegui 11 pesos por 1 dólar na Calle Florida, com um cambista. Como precaução apenas exigi notas menores, pq sim, existem os que passam nota falsa. É só conferir as notas também, óbvio. Minha irmã já pegou nota falsa no Banco de La Nación, logo trocar dinheiro lá nao quer dizer nada, a nao ser perda de poder de compra.

    reply
  • Leandro Felix
    março 28, 2014

    Muito ruim esse post. Não o ajuda a ninguém que ainda não conhece a cidade!

    reply
  • Anna Rachel
    março 27, 2014

    OI!
    Estive em Buenos Aires por 6 dias em Fevereiro. E não tenho nada do que reclamar.
    Como fui com amigas, estávamos dispostas a andar e conseguir os melhores preços.
    Trocamos reais na Florida mesmo, e valeu muito a pena, conseguimos 4 pesos por 1 real, e alguns dias até mais dependendo da quantidade de reais que trocávamos, e não tivemos problema algum com nota falsa. Fomos ao Piazzola Tango na Calle Florida, que além de ótima localização incluía um jantar maravilhoso com bebidas e uma linda apresentação, tudo por 100 reais. Recomendo também uma visita à Lujan, ao zoo e à Catedral e de preferência com alguma agência brasileira que ofereça transfer. E claro os passeios a pé pelos bairros da cidade que são todos um charme! Comemos muitíssimo bem todos os dias, e os restaurantes mais simples foram os que nos atenderam melhor e nos ofereceram a melhor comida. Os mais sofisticados eram muito caros e a comida não tinha o mesmo sabor. Dica para quem for: Não tenham medo de conversar com os brasileiros que oferecem pacotes na florida, foram muito úteis com ajuda, informações e preços!

    reply
    • Luciane Campos
      maio 7, 2014

      Anna rachel, onde encontrou show de tango a esse preco com tudo incluido?

      reply
  • Carlos Eduardo Seabra
    janeiro 27, 2014

    Olá! Estive 1 semana em Buenos Aires e vou comentar os melhores lugares para ir, Tango Esquina Carlos Gardel com o jantar + bebida livre + translado de ida e volta do hotel saiu por U$D 100 (dólares) o lugar é espetacular, muito fino, a comida excelente e o show bem tradicional, depois fui ao Zoológico de Lujan o único zoologico na America Latina que vc pode tocar nos felinos e tirar fotos dentro da jaula (U$D60 com o translado de ida e volta e entrada ao zoologico), depois fiz o passeio do Delta Tigre com o barco catamaran(U$D40 com translado ida e volta + catamaran). Isso tudo foi feito por uma agencia de turismo La em florida e diagonal norte “Tango Show Baires” e o melhor de tudo por brasileiros. Qualquer consulta deixo o site da agencia http://www.tangoshowbaires.com.
    Eles sabem que aconselhar as pessoas sobre onde trocar dinheiro. Muito confiável e altamente recomendado.

    reply
  • Bruna
    janeiro 11, 2014

    Estive em BsAs ha duas semanas atras e não tive nemhum problema quanto a essa malandragem. Nem em taxi ou restaurante. Levei dolares e troquei na Calle Florida, o tal Dollar Blue e tambem nao tive problema. Gostei muito mas prefiro Santiago de Chile.

    reply
  • Nelson
    abril 4, 2013

    Buenos Aires não é a minha preferencia, fiquei cinco dias e fui bem tratado. Mas a minha preferência é Santiago e Montevideu.

    reply
      • Nelson
        abril 4, 2013

        Voce deve conhecer o Chile vale a pena.

        reply
      • Marise
        janeiro 11, 2014

        Fique em Montevidéu. Pode ser Cidade Velha ou Pocitos. Alugue um carro e vá para Punta, de preferência fora de temporada, vá à Colonia do Sacramento. O trânsito é bom é as estradas são ótimas, super bem sinalizadas. Não tem como errar. Em Santiago o trânsito é ruim na hora do rush. Melhor passear á pé, de metrô, de taxi, ir aos vinhedos, às estações de esqui (Pegue uma van confiável, posso lhe passar os contatos). Fique em um apart hotel perto do Cerro de Santa Lucia, próximo ao Barrio Lastarria. Tudo de bom. Pegue um trem e vá até o sul do Chile…

        reply
      • Aracelli
        março 26, 2014

        Santiago do Chile, aliás o Chile todo não tem igual!!! Mto Bom.

        reply
    • David
      janeiro 11, 2014

      Oi vc cuando foi pra trocar o dinheiro nao foi pra rua florida? eles la trocan muito mais que cualquer lugar , entao o cambio sempre e favoravel pra vcs. E tamben e verdade o que vc diz Argentina ta mais caro muita inflacao.

      reply
    • Marise
      janeiro 11, 2014

      Com certeza, Nelson. Sem sombra de dúvidas;
      Fevereiro irei para Berlim, Praga e Amsterdam. Pretendo passar meu niver de 50 anos de novo no Chile, uns 5 dias, voo direto, TAM nas nuvens…

      reply
  • Andrea Bisaggio
    dezembro 6, 2012

    O Banco de La Nacion do aeroporto nos deu o dinheiro todo bagunçado. Naquela de contar rapido p não atrapalhar a fila achei q faltavam 100 pesos. Ai contei de novo e achei q havia me enganado, porém, ao chegar ao hotel, faltavam mesmo os pesos.
    Quanto aos alfajores eu prefiro os da Abuela Goya e na intenção de convencer a galera do trabalho, trouxe umas caixas e muita gente abriu mão dos Havana!

    reply
  • dezembro 5, 2012

    É sempre bom ter dicas de lugares como esse, afinal, Buenos Aires é um dos destinos que quero incluir em meu roteiro para o próximo ano. Parabéns pelo post!

    reply
  • dezembro 3, 2012

    Hey!

    Eu vivo em Buenos Aires e concordo com alguns pontos da lista – cada um tem a sua visão das coisas, não que um esteja certo e outro não.

    Só tenho um ponto a ressaltar: os que oferecem cambio na Florida, na verdade, pagam mais do que os bancos. O que acontece é que os argentinos atualmente passam por muitas burocracia para conseguir moedas de qualquer país e por isso, aceitam pagar mais caro para ter reais e dólares, por exemplo.

    Esse cara que compra seu dinheiro na rua revende mais caro para outros argentinos.

    Mas sim, concordo, tem o risco de você pegar dinheiro falso, especialmente como turista, já que é mais fácil que alguém tente passar a perna em você.

    reply

Post a Reply to Isa Lourena cancel reply