Castaway Cay – A Ilha da Disney nas Bahamas

Castaway Cay vista do Disney Dream

Castaway Cay vista do Disney Dream

Desde que comecei a sonhar com o cruzeiro com o Disney Dream , a minha maior expectativa era para conhecer a Castaway Cay, a ilha da Disney nas Bahamas. A ilha é super pequenininha, fiz questão de procurá-la no Google Maps e quase que não achei.. E o mais interessante foi descobrir que ela é quase na direção de Fort Lauderdale, logo , nem tão longe assim aqui de casa 🙂

chegando na ilha com o navio atrás

chegando na ilha com o navio atrás

Vou começar o post contando um pouco sobre a Ilha, sua história, atividades, e depois conto a nossa experiência.

História

Antes de ser arrendada por 99 anos pela Disney, em 1997, a Castaway Cay era conhecida como Gorda Cay , e por incrível que pareça, esse paraíso era usado apenas por traficantes de drogas, sendo por esse motivo que a ilha tem um aeroporto , que é muito pouco utilizado hoje em dia.

Para desenvolver e equipar a ilha, a  Disney teria gasto 25 milhões de dólares, em 18 meses. Mesmo assim, pouco espaço da ilha é usado pela Disney (dos 1000 acres que a ilha tem, apenas 55 são aproveitados) e acredita-se que um dia isso será melhor aproveitado. E será ótimo!

Como chegar

Fiz questão de colocar esse tópico, para não gerar dúvidas..  Como a ilha está arrendada para a Disney, portanto, até 2096 ela é privativa da empresa, só é possível chegar nela através dos navios que passam por lá, que são todos da Disney Cruise Line.  Mesmo que você faça um cruzeiro ou passeio de barco pelas Bahamas, e passe pela ilha, o desembarque não será permitido. Resumo, é preciso fazer um dos Cruzeiros da Disney, que  podem passar pelas Bahamas ou Caribe, que variam de 3, 4 ou 7 dias, para poder conhecer a Castaway Cay. Lembrando que é preciso do passaporte, pois você estará saindo dos EUA, entrando nas Bahamas e depois retornando.

Atrações da Ilha

recepcionadas pelo Donald

recepcionadas pelo Donald

É possível fazer várias atividades na ilha, desde alugar bicicletas, snorkel, bóias, colchões, passando por aluguel de botes, jet ski, spa,  passeios de barcos com fundo de vidro, parasailing  e até uma competição de corrida de 5km.   A lista completa pode ser vista no site  e é possível reservar com antecedência pela internet, antes de embarcar, ou no navio. 

Infraestrutura

Bom, é Disney né? Então relaxa que tem de TUDO na ilha. Desde posto médico, passando por vários banheiros, lojas que vendem tudo que você possa precisar e também o que não precisa, lanchonetes, sorveterias, restaurantes, que servem churrasco no almoço, bebedouros com copinhos de papel para beber água, chuveiros com água doce, tudo para ter um dia mágico 🙂 .

Assim como tudo é muito bem sinalizado, e portanto é fácil circular na ilha, mesmo que não esteja com o mapa na mão. E isso pode ser feito a pé ou de Tram, aqueles trenzinhos iguais aos que levam ao parque do estacionamento.

Pelican Pluge

Pelican Plunge

E claro, existem áreas para crianças brincarem, como o toboágua Pelican Plunge, para crianças maiores, e a área Spring-a-leak, que é daquelas áreas de splash que fazem sucesso nos Estados Unidos, mais adequada às crianças menores.  Uma praia grande para família, onde crianças são permitidas e outra onde elas não podem entrar. Tem também uma área de adolescentes, assim como no navio, mas eu confesso que não achei.

Uma equipe de recreação fica na ilha, caso queira deixar as crianças brincando, e salva-vidas estão espalhados em toda praia familiar, garantindo o sossego dos pais.

Nas praias, cadeiras e barracas estão disponíveis gratuitamente, e, se quiser mais privacidade, pode pagar para ficar em uma área isolada em uma cabana.

Nossa Experiência

Bem, o  cruzeiro que eu fiz ficava apenas um dia na ilha (alguns ficam dois) e fiz questão de acordar meninas cedo para aproveitar mais. O navio atracou às 8:30h mas só consegui descer por volta das 9:30h. Já saí do navio e pequei o Tram, tipo daqueles trenzinhos que levam as pessoas dos estacionamentos aos  parques, e fui direto para a Praia Familiar onde fica o Pelican Plunge, pois Letícia já estava doida pra se aventurar. No caminho, encontramos com o dono da ilha, Mickey, que estava com o seu amigo Pato Donald. Claro que paramos para tirar  fotos!

Logo depois parei em uma das lojinhas e aluguei um colchão flutuante pra mim, snorkel e máscara. As duas não sabiam ainda o que queriam, então esperei tomarem a decisão. A idéia era curtir a praia  com as meninas. E por isso peguei uma cadeira com barracas na área gratuita da praia.

E foi aí que nem tudo saiu como planejado.. Camila viu peixes enormes e apesar de saber nadar bem, ficou com aquele medo básico de nadar até o Pelican Plunge.. e pior.. ficou na beirinha seguindo os peixes mas sem entrar direito na água.. Coisas de crianças..   Letícia foi diversas vezes no brinquedo e eu fui 2 vezes com ela, descendo cada hora em um toboágua apenas pra contar aqui 😛    O brinquedo em si tem escorregas  bem tranquilos, o problema é que ele não fica no raso, e é preciso nadar até ele. Se a criança não sabe nadar, pode usar bóia, mas de qualquer maneira vai ser preciso que um adulto vá com ela e ajude depois da descida. Letícia dispensou o uso do colete, afinal ela é a surfista da família rs e perdi a conta de quantas vezes ela foi. A minha maior frustração (tirando a Camila não ir) foi não poder descer com a GoPro.. acho que só poderia se tivesse presa no corpo.. como não levei esse acessório, não pude filmar.

o Tram que transporta do porto até as praias

o Tram que transporta do porto até as praias

Fiquei literalmente na vida boa em cima do colchão, com a GoPro, e os peixes passando por debaixo de mim, naquele mar de um azul indescritível e transparente. Depois fui caminhar na ilha, que além de pequena, não é totalmente explorada, portanto, não existe muito o que conhecer.

Serenity Bay - a praia proibida para menores e que é um paraíso

Serenity Bay – a praia proibida para menores e que é um paraíso

Pequei o mapa da ilha e vi que de praia mesmo, só faltava conhecer a Serenity Bay , onde meninas não poderiam ir, pois é só para adultos. Numa mistura de frustração e curiosidade/dever de blogueira, deixei as meninas com os “tios”  e fui de Tram até a praia apenas para tirar fotos. No caminho vi várias crianças e adultos andando de bicicleta, mas achei muito quente pra isso. Eu confesso que não tinha visto fotos antes de descer na praia. E foi bom (ou não.. rs)! Eu simplesmente fiquei apaixonada pelo lugar. Na hora que cheguei, a maré estava baixa, então vi aquele visual com um mar transparente, calminho, um banco de areia formando uma ilhota bem no meio da praia, e em volta areia fininha e muito verde. Sabe paraíso? Então, poderia ser o outro nome da Serenity Bay. E ao mesmo tempo que fiquei enlouquecida com o lugar, fiquei mais frustrada ainda por não poder mostrar isso para as meninas, como contei neste post .  Na verdade ainda procuro respostas para não poder ir crianças, já que a praia é super calma e grande o suficiente para dividi-la entre adultos e crianças. Além de não entender do porquê de numa ilha da Disney, destino/empresa que remete à crianças, existe um lugar que elas não podem ir… Enfim.. se alguém souber a resposta me conta! 

minha cadeira por 2 horas na Serenity Bay

minha cadeira por 2 horas na Serenity Bay

Tirei as fotos e corri de volta para perto das meninas, na Family Beach. Elas já estavam ansiosas com minha chegada, pois queriam voltar ao navio para brincar (momento número 2 da frustração). Afinal, minha idéia era almoçar o churrasco na ilha e passar o dia por lá, mas  ainda era meio-dia. Insisti para que almoçássemos lá, mas Camila e o pânico dela de chuva (trauma dos raios que caem no verão daqui), viu umas nuvens escuras e decidiu que ia comer no navio. Resumo, almoçamos no navio, com uma vista incrível da Castaway Cay. Depois deixei elas na recreação do navio e voltei para a ilha pra curtir a praia dos adultos. Ao retornar à Serenity Bay, a maré tinha subido e o banco de areia sumido.. peguei uma cadeirinha e fiquei ali, pegando sol e curtindo o paraíso por umas 2 horas.

Mais Informações

Website: Castaway Cay

 

Praia familiar, bem mais cheia que a que só podia adultos

Praia familiar, bem mais cheia que a que só podia adultos

Leia também outros posts do cruzeiro com o Disney Dream pelas Bahamas:

Disney Dream Cruise: o que curti e o que não curti

Por dentro do navio Disney Dream: cabines

Por dentro do Disney Dream: áreas para crianças e adolescentes

Todos os posts de Orlando

Mais fotos da ilha

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. Dulce Linhares
  2. Andrea Polistchuck
  3. Christina
      • Christina

Deixe uma resposta para Flávia Peixoto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *