2 meses morando na Flórida

viagem de março pra Orlando

viagem de março pra Orlando

E hoje fez 2 meses que chegamos na Flórida para morar. Nesse tempo deu pra passear bastante, comprar bastante e ainda deu pra dar um pulo em Orlando durante o Spring Break (um recesso de cerca de 10 dias nas escolas e faculdades, e que varia de fevereiro a abril, dependendo do Estado americano) das meninas.

matando a saudade do feijão no restaurante

matando a saudade do feijão no restaurante

Sei que todo mundo me pergunta do feijão, e não, não achei uma marca que me agradasse. Em compensação fui em um restaurante em North Miami Beach e comi uma quase feijoada que foi tudo de bom!!! E ainda com churrasco e garçons falando português! De qualquer maneira preciso ir a Pompano , onde tem um mercado com muitos produtos brasileiros, e fazer uma comprinhas, incluindo feijão.

pelo menos uma vez por semana eu faço esse camarão, praticidade é tudo

pelo menos uma vez por semana eu faço esse camarão, e pra beber esse mate com limão que parece de praia

Também deu tempo para me “apegar” a alguns produtos, principalmente de coisas e comidas que são práticas. Como por exemplo um camarão congelado que compro no Wallmart e a ceasar salad pronta, também de lá, e que quebram um super galho juntos quando tenho que parar o trabalho para fazer o meu almoço. Afinal, não tenho ninguém pra me ajudar, preciso ser prática.

Aliás, lembro que falava “ah, ficar sem ninguém eu tiro de letra” , até porque eu passei o ano de 2013 em “treinamento”, pois a minha empregada que estava há 6 anos lá em casa pediu demissão. Só que eu tinha faxineira, que ia uma vez por semana, que nem era assim a melhor faxineira do mundo. E não passo um dia sem lembrar dela e sentir sua falta. Isso porque é fácil manter uma casa limpa por alguém, mas trabalhar, ser mãetorista, fazer comida, lavar e passar roupa e fazer faxina é puxado. Tenho ficado cansada e já cogito a hipótese de contratar alguém, mesmo sabendo que vai conseguir ser pior que no Rio e 3x  mais cara.

também começamos a frequentar as piscinas do condomínio

também começamos a frequentar as piscinas do condomínio

Falando em Rio , a saudade é cada vez maior. Facetime  e  Skype não dão conta… E olha que eu sempre fui na minha sem viver enfurnada na casa de parentes. E confesso que datas como a de hoje, véspera de Páscoa, que é uma data que passamos com a família, isso pesa mais. 🙁

O que me “consola” o fato de que é apenas um ano e meio, algo temporário, e que temos que aproveitar ao máximo essa experiência, seja para meninas aprenderem o inglês, eu melhorar o meu, viajarmos juntas, conhecer lugares novos, e até a experiência mesmo de morar em outro país, lidar com uma cultura totalmente diferente da nossa, fazer novos amigos, e dar valor ao que temos: nossa família, amigos e sim, por pior que seja, nossa cidade e nosso país.

praia é programa de carioca e que também é a cara da Flórida, estamos aproveitando, já que começou a primavera

praia é programa de carioca e que também é a cara da Flórida, estamos aproveitando, já que começou a primavera

Meninas também têm sentido muita falta da família. Letícia chegou a chorar umas 3 vezes antes de dormir e Camila, que eu achava que estava encarando melhor, teve uma crise de choro essa semana com a minha mãe no skype. Chegaram a pedir pra mandar as agendas com os telefones dos amigos da escola do Rio, para poderem ligar. Não é fácil, principalmente quando temos vínculos fortes no Brasil.

Em relação à escola, elas estão ótimas, adorando, curtindo, e cheia de amiguinhos. Não consigo ter uma idéia exata do inglês delas, ás vezes me surpreendo negativamente e outras positivamente. E eu continuo morrendo de saudade da escola do Rio, cada vez que meninas chegam com as tarefas de casa eu fico arrasada… Ok, vocês vão falar que as escolas daqui são boas, melhores que as públicas do Brasil, sem dúvida, mas não dá pra comparar o ensino delas com algumas escolas particulares no Brasil, como a do Rio. Por isso, falando com a advogada que ajudou com a documentação, ela me falou para mudá-las de escola, para uma que teria sido uma das melhores dos EUA no ano passado, aqui perto, e a idéia é fazer o que for possível para meninas irem para lá em agosto. Torçam por mim!

daí que estou me "americanizando", olha essa cadeira de praia que é mochila e se carrega nas costas! Praticidade americana, eu curto rs

daí que estou me “americanizando”, olha essa cadeira que comprei, que é mochila e se carrega nas costas! Praticidade americana, eu curto 🙂

Outra coisa bacana que aconteceu nesse intervalo de 1 mês pra cá foi conhecer uma leitora do blog, a Cláudia, que mandou uma mensagem pelo Facebook de que estava morando aqui também, recém chegada (4 dias depois de mim), praticamente a mesma situação que a minha. E ainda com dois filhos, uma de 6 , a Nicole, e outro de 5, o Isac. Nos conhecemos e os 4 se curtiram bastante, e temos aproveitado e passeado juntas, as meninas estão amando os novos amigos!

Amanhã vai ter outro post sobre a vida aqui na Flórida, com o tema Páscoa!

Leia também outros posts sobre a vida na Flórida

Rumo à grande Aventura na Flórida

Highlights dos nossos 15 dias na Flórida

Morando na Flórida há 32 dias: começo da rotina e adaptação

Morando na Flórida: como é a Páscoa nos Estados Unidos

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. stela
  2. marilia
  3. arilete passos
  4. Nelia Tavares

Deixe uma resposta para marilia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *