O que levar em uma viagem de navio?

Disney Dream na Castaway Cay nas Bahamas

Arrumar as malas é sempre uma tarefa trabalhosa. Imaginar o que usar em cada dia de viagem, como ficará o tempo, e por isso muitas pessoas simplesmente detestam arrumar malas. Eu sou uma pessoa que arrumo as malas a 2 dias da viagem, nunca antes. Mas isso não quer dizer que eu não me prepare com antecedência. Eu começo a pensar antes, vejo a previsão do tempo do destino, separo as roupas e ou lavo ou já não uso para deixar tudinho pronto para só colocar na mala. No caso de viagem de navio eu acho que a atenção deve ser redobrada, pois esquecer alguma coisa pode significar um belo prejuízo (pois tudo no navio é caro) ou até mesmo ficar sem o item e passar perrengue, em caso de remédios específicos. Tem coisas que nem todo dinheiro do mundo é possível comprar em um navio.

Primeiro é preciso considerar algumas informações básicas, como a quantidade de dias da viagem, o clima dos destinos que o navio passará, o tamanho da cabine reservada, se existe limite de bagagem determinado pela companhia, se haverá necessidade de pegar avião como traslado e quais serão as atividades de lazer e entretenimento oferecidas a bordo e durante as paradas em terra. Depois de ter tudo isso em mente, vamos à arrumação das malas.

1 – A escolha da mala

Tem gente que pensa que como tem uma cabine paga no navio pode levar quantas malas quiser e do tamanho que quiser. Só que não é assim. Segundo a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos o recomendado são, no máximo, duas malas por pessoa, cada uma pesando em média 20 quilos e medindo até 40 cm de altura, 60 cm de largura e 30 cm de profundidade. Como já falei anteriormente, isso pode ser diferente de acordo com o destino, companhia marítima e etc.

2- Listar o que precisa levar

Pode parecer exagero, mas como falei ainda agora, esquecer algo em uma viagem pode ser um perrengue, mas esquecer algo importante em uma viagem de navio pode ser algo bem pior.

Comece com o que não pode falar: Remédios diários, remédios de emergência, roupas íntimas, itens de higiene pessoal, pijamas/camisolas, biquínis/sungas e tudo relacionado à banho de mar/piscina, chinelos, protetor solar, bonés, óculos de sol, adaptador de tomada. É importantíssimo se informar sobre os eventos do cruzeiro que você estará embarcando, quantas noites têm eventos, que tipos de eventos, se precisa de fantasia ou roupa de gala. Quase todos têm essa noite de gala, portanto providencie algo para essa noite assim que fechar a compra da viagem, vestidos longos ou midi (dependendo do navio) para as mulheres e ternos ou camisa social com blazer para os homens.
Apesar das viagens de navio serem quase sempre em destinos tropicais ou no verão, vale a pena levar um casaquinho leve, pois dentro do navio o ar condicionado é forte.

O que não precisa levar : toalhas, roupas de cama, sabonetes, xampu, condicionador e secador são algumas das cortesias que podem ser oferecidas em quase todos os cruzeiros.

O que é proibido: alimentos, qualquer tipo de bebida, ferro de passar roupas, secador, chapinha, velas, além de substâncias ilícitas ou armas. As restrições também podem variar de uma companhia para outra.

Dica para levar menos roupas: monte os looks com peças coringas que possam ser usadas mais vezes. Na pior das hipóteses se precisar lavar ou repassar, todos os navios oferecem esse tipo de serviço.

3 – Arrumando a mala para a viagem de navio

A organização da mala é algo muito pessoal, mas não me impede de dar umas dicas. Primeiro deixe bem à mão roupas de banho e itens de higiene pessoal, assim você pode aproveitar a piscina do navio assim que entrar sem precisar desfazer a mala toda.

Apesar de ter serviço de passar roupa e lavagem, é bom colocar as roupas mais delicadas na parte superior da mala para que não amasse muito. As roupas mais resistentes podem ficar embaixo.

4 – Conferência, identificação e segurança

Nas vésperas do embarque vale a pena dar aquela checada na lista do segundo item. Verificar se não está faltando nada, principalmente aqueles itens que são impossíveis de comprar em um navio (esquecer remédios é minha maior preocupação).

Assim como no avião, é imprescindível identificar as malas. No Cruzeiro da Disney que eu fiz com as meninas (contei todos os detalhes nesses posts aqui) a Disney enviou as tags para identificar, bem fofo. Mas a maioria não tem. Uma capa de mala também pode ajudar a identificar (eu uso direto!!! a minha é a do blog, dá uma olhada aqui . ) E para finalizar, lacrar a mala. Eu tenho algumas com o cadeado nelas mesmas, mas as que não têm eu uso o lacre do blog, para comprar é só clicar aqui.

5 – Bolsa ou bagagem de mão

Eu não vejo muita necessidade de uma bagagem de mão, mas uma mochila ou uma bolsa grande é super necessária na viagem de navio. Nelas você vai colocar todos os documentos necessários, os vouchers, jóias (eu honestamente não vejo a necessidade de levar muitas, apesar de todas as cabines terem cofres), câmeras, e itens que você possa precisar antes que entreguem a bagagem na cabine. Eu levei, no Cruzeiro da Disney, os maiôs das crianças na mochila de mão, assim elas já entraram no navio prontas para se divertir na piscina.

Depois das malas prontas, é só curtir a viagem e o navio!

E se tiver interesse em fazer um cruzeiro, entre em contato comigo no email [email protected] .

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *