O medo dos bedbugs (espécie de percevejos) em hotéis

Bedbug

Bedbug

Relutei em fazer o post pois eu confesso que cheguei a sonhar com esses bichinhos quando vi esse vídeo aqui e não me agrada muito pensar e falar neles. Mas acho que é preciso esclarecer muita coisa sobre o assunto.

Na verdade o terror dos bedbugs veio a tona no Brasil agora no início do ano, quando uma jornalista relatou nas redes sociais o problema que teve em um dos destinos preferidos pelos brasileiros: Orlando. Adriana, a jornalista que foi atacada por esses bichinhos em um hotel, acabou aparecendo em jornais, programas de televisão, incluindo o Fantástico. E o medo se espalhou, a ponto de ter recebido vários emails perguntando sobre os bedbugs, o que fazer e etc.

Os bedbugs são uma espécie de percevejos pequenos que se escondem entre a roupa de cama, nos tapetes, armários, qualquer cantinho dos quartos e que atacam os humanos na cama quando estão dormindo.. Eles são atraídos pelo calor e o cheiro das pessoas e picam várias vezes ao longo da noite, porém não é possível sentir as picadas incessantes, já que ao sugar o sangue  eles soltam uma substância que anestesia o local, tornando mais difícil a identificação do problema. Os sintomas são de picadas de insetos, podendo ser mais graves quando a quantidade for muito grande e piorar no caso de alergias.

O grande problema, principalmente para os hotéis, é que as pessoas carregam esses insetos na mala ou até mesmo nas roupas, fazendo com que eles se espalhem e até mesmo levando para casa. E pior, os bedbugs são resistentes à grande parte de inseticidas, e uma vez identificados, é preciso tratar o lugar e as roupas, sendo o calor uma das maneiras mais eficazes para matá-los.

Mas aí a pergunta? O que fazer? De cara eu digo, não deixe de viajar por isso, esses insetos já estão por aí há muito tempo e esse assunto já até esteve mais grave do que agora, como em 2010. Fiz uma listinha com algumas dicas para se prevenir e tentar não encontrar com esses bichinhos nas suas viagens:

  • antes de fazer a reserva no hotel, cheque se ele tem algum reporte recente de bedbug. Encontrei esses 3 sites que podem ajudar:
  • leia também comentários sobre o hotel em sites como o TripAdvisor e o Booking;
  • já no hotel, não coloque sua mala na cama em momento nenhum, nem sobre cadeiras, em nada com tecidos;
  • evite colocar sua mala no chão se for com carpete, use sempre que puder aqueles bancos com grades feitos para colocar as malas. Se não tiver jeito, deixe-as no chão ou na cadeira, mas lembrando sempre de fechar;
  • inspecione o quarto, levante os lençóis, cobertores, procure por manchas marrom que podem ser fezes deles;
  • não coloque suas roupas em armários ou gavetas do quarto de hotel, elas ficarão mais seguras dentro da mala e se possível fechada;
  • se achar algum inseto ou vestígio, tire foto ou tente pegar para mostrar na recepção e pedir a troca do quarto ou o reembolso do valor e mude de hotel;
  • se for picado durante a viagem, pense que pode ser o bedbug e faça mais uma inspeção no quarto.

Bem, espero ter podido ajudar a quem ainda tinha dúvidas e o que posso dizer é pra não entrarem na neura, se vocês checaram e o hotel não aparece nas listas, fiquem tranquilos e curtam a viagem.

Procurando por hotel? Pesquise pelo Booking! Você não paga pela reserva, pode cancelar a qualquer momento, consegue ótimos preços e ainda lê as avaliações dos usuários.

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. Jose Camargo
  2. Carla Mourilhe
  3. Marcela
  4. Marcelle
  5. Bernadette
  6. JUÇARA
    • René Dubois Junior.
  7. Ana Maria
  8. Ruth
  9. Ruth
  10. Fernanda
  11. Instagram @omundoeacarol
  12. Luciana
  13. Andrea Losacco
  14. cibs
  15. Larissa
    • Mayane
  16. Genilde
  17. Luiz Diego
  18. isabela
  19. Letícia
  20. Helenice Andrade
    • Marcia
    • Marcelle
  21. Camila
  22. Juliana
  23. Vanessa
  24. Mike Zafalon
  25. Rodrigo Lacerda
  26. Lina
  27. moi
  28. Adriana
  29. lisboa
  30. tata
  31. Fabio
  32. Natália

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *