Blog

Mar Morto – Israel

Ja relatei nesse post o quanto foi especial conhecer o Mar Morto em Israel.  Até porque fazia parte da minha bucket list de viagens.. e todo viajante sabe como é bom dar ‘check” em um dos itens 🙂   Agora vou contar como foi toda a experiência, contar como é o lugar, dar dicas, e no fim eu faço uma reflexão sobre o futuro do Mar Morto.

Mar Morto

Mar Morto visto da estrada

Mar Morto e suas características únicas

Para começar vou contar, pra quem não sabe, que o nome do mar, que na verdade é um lago, é justamente porque nenhum organismo consegue viver ali devido à quantidade enorme de sal (10x maior do que a dos oceanos). Cerca de 340 gramas de sal por litro de água (apenas algumas bactérias  são capazes de filtrar o sal e sobreviver por lá).  Ao mesmo tempo, é essa salinidade alta que faz com que o lugar seja super procurado para tratamentos de saúde e de beleza, pois a composição de sais minerais  existente no Mar Morto é única: são 21 sais, sendo que 12 deles só são encontrados ali. E isso não é historinha de hoje não.. Cleópatra foi uma que procurou o lugar para cuidar da saúde e de sua beleza.

foto com a GoPro, o modelo foi o nosso querido Guia Samuel

foto com a GoPro, o modelo foi o nosso querido Guia Samuel

E é por conta dessa alta densidade,  fruto da quantidade de sais, que ninguém afunda no Mar Morto.. por isso todos fazem aquelas fotos divertidas com jornais e outros objetos.

Além dos sais, no fundo do  Mar Morto há uma grande quantidade de lama negra, que também é muito usada para tratamentos medicinais e estéticos. Essa lama é muito rica em enxofre, que é um dos minerais que estimulam a renovação celular.

O Mar Morto é também o ponto mais baixo da Terra, tanto que brinquei que lá seria o “fundo do poço” e que o fundo do poço é LINDO  e fica  a cerca de 417m  abaixo do nível do mar. Hoje ele é fronteira, separa Israel e Cisjordânia, da parte Ocidental, da Jordânia, na parte oriental.

 

Ali atrás é o nosso hotel. A orla do Mar Morto é repleta deles, alguns com praias particulares e com toda infraestrutura para os hóspedes

Ali atrás é o nosso hotel. A orla do Mar Morto é repleta deles, alguns com praias particulares e com toda infraestrutura para os hóspedes

Minha experiência

Passei apenas 24 horas no Mar Morto e confesso que fiquei com gostinho de quero mais. Chegamos de tarde na região, mas fomos primeiro à incrível região arqueológica de Massada  e depois fazer um tour de jeep pelo Deserto da Judéia (conto sobre cada um separadamente em outros posts em breve) e só chegamos no hotel de noite (ficamos hospedados no Isrotel Dead Sea Hotel e também vou contar mais sobre ele em um outro post). Já estava escuro, não dando pra aproveitar muita coisa, a não ser o hotel mesmo que por sinal tem uma piscina feita com água do Mar Morto. Jantamos no hotel e fomos dormir, para poder acordar cedo e aproveitar a manhã no Mar Morto e o spa. Dei um azar de não me sentir bem e perdi a minha sessão de massagem com a famosa lama no spa do hotel, mas consegui me recuperar para flutuar nas águas super salgadas. Mesmo sendo novembro, ainda estava com temperatura agradável (algo como 25°C ) ,  e fiquei por ali cerca de 40, 50 minutos. Realmente a gente não afunda de jeito nenhum! A água, além de salgada e super transparente,  é oleosa, com uma textura diferente, e é possível sentir na hora que a pele fica mais macia.

Na hora de sair da região rumo à Jerusalém, fizemos algumas paradas para admirar o visual do Mar Morto da estrada. Se dentro da água ele é surpreendente, de fora e do alto ele é lindíssimo. Fiquei com o dever de casa de voltar lá e curtir mais a região, ver de perto as formações de sal que ficam nas margens do Mar Morto e fazer o meu tratamento com a lama.

minha foto boiando

minha foto boiando

Compras e Produtos do Mar Morto

Conheci duas lojas da Avaha em Israel , uma em Tel Aviv e a outra no próprio Mar Morto. Na primeira visita a vendedora chegou a passar um pouco da água do Mar Morto na minha mão e confesso que cheguei a duvidar que aquela água oleosa era realmente a água de lá. Não comprei nada justamente porque sou dessas desconfiadas e queria ver para crer. Depois do mergulho nas águas do Mar Morto vi que não era mentira, que a vendedora realmente passou na minha mão aquela água, e que sim, ela pura é um pouco oleosa e consegue hidratar sozinha. Se sozinha já consegue fazer isso, imagina em cremes feitos por uma indústria específica? Eu fiquei apaixonada pelo creme de mão e estou, nesse momento, arrasada porque o meu acabou. Daí fiz uma breve pesquisa e descobri que ULTA, loja de cosméticos que eu indico no post de onde comprar produtos de beleza aqui nos Estados Unidos, vende vários produtos, assim como algumas Nordstrom e Lord & Taylor. Enfim, a idéia é repor o creme das mãos e descobrir mais produtinhos milagrosos feitos com a água e os sais do Mar Morto.

o lugar é simplesmente lindo

o lugar é simplesmente lindo

Dicas

– não afunde toda a cabeça no Mar Morto, se os olhos já são sensíveis à água dos oceanos, imagine uma água mais salgada ainda? Porém, não deixe de mergulhar seu cabelo nela.. ele fica super macio;

– eles não recomendam mais que uma hora de permanência na água, e se for hipertenso é melhor ficar pouquíssimo tempo. Mesmo ficando pouco tempo, o ideal é beber muita água durante o banho no Mar Morto;

– se não tiver indo de excursão, programe ficar mais uma noite na região do Mar Morto, tem muitos hotéis bacanas e a experiência é realmente maravilhosa.

O futuro do Mar Morto

Quem me conhece sabe o quanto eu questiono a ação do homem na natureza. E não poderia deixar de comentar aqui a minha preocupação com o futuro do Mar Morto. Até porque, apesar do pouco tempo lá, eu pude ver o quanto a influência do homem está matando um dos lugares mais bonitos que já visitei.

O Mar Morto está diminuindo e um dia pode desaparecer.. e de novo, não é um comentário sensacionalista… infelizmente.  Isto porque, segundo especialistas e reportagens que andei lendo, devido à aridez do clima e a falta de chuvas e de água potável, os países da região captam as águas dos afluentes do Mar Morto, águas estas que iriam repor as águas evaporadas do grande lago salgado. Além da ação de indústrias químicas  no próprio Mar Morto, que extraem grandes quantidades de água para explorar os minerais que lá se encontram.

Com isso, o Mar Morto tem baixado cerca de pouco mais de 1metro por ano. Em meio século, ele baixou 50 metros. Pude ver crateras enormes onde antes existiam águas do Mar Morto, e é muito triste.

No último ano, os governos de Israel, Jordânia e Palestina chegaram a um acordo para usar mais a água do Mar Vermelho, seja para a população ou para enviar ao Mar Morto. Alguns ambientalistas dizem que esse acordo não será suficiente para salvar o Mar Morto, servirá apenas para retardar isso, e outros dizem que essa transposição das águas pode abalar o ecossistema tão único do lugar, podendo até destruir as suas propriedades minerais. Muito preocupante e de novo, muito triste.

eu , Carol e Samuel

eu , Carol e Samuel

Informações

Distâncias:

  • 2 horas de Tel Aviv;
  • menos de 2 horas do aeroporto de Ben-Gurion;
  • 1 hora de Jerusalém.

Clima:

Temperaturas médias de 20°C no inverno (Janeiro) e 39°C no verão (Julho) . Cerca de 330 dias de sol por ano.

 

Leia também

5 Momentos marcantes da viagem para Israel

 

Sobre a viagem

Viajei a convite do Ministério de Turismo de Israel,  e tivemos como Guia durante toda a viagem o Samuel, Guia Brasileiro em Israel, que  virou um amigo, além de explicar tudo com detalhes e imparcialidade.

Administradora, mãe das gêmeas Camila e Letícia, carioca, apaixonada por viajar. Gosto de todas as fases, desde o planejamento até a revelação das fotos. Curto enoturismo, ecoturismo, viagem de luxo, romântica, e principalmente viajar com as filhotas.

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.

Comments

  • Artur Richter
    abril 17, 2015

    Conheci todos esses lugares, além de bonitos com toda estrutura aos turistas…A gente vive tudo que sabemos ou lemos na bíblia. É fantástico, hoje leio a bíblia vento os lugares citados quase ao vivo! É um privilegio conhecer os lugares onde Jesus andou com seus discípulos a mais de 2000 anos, deixando um legado que é uma receita de vida que vai muito além dos dias de hoje!!! Eu creio que Jesus esteve aqui e está voltando mesmo…

    reply
  • Lucia
    março 24, 2015

    Adoro viajar fiquei encantada com tanta beleza .

    reply
  • Israel
    março 13, 2015

    Eu fUi em 2014, demais!!!

    reply
  • março 12, 2015

    Ai que lindo, morro de vontade! Bjãoooo, adorei!

    reply
      • Rosangela Eckert
        julho 7, 2016

        Fui agora a pouco em maio, mas com a certeza de q é um lugar q quero voltar algum dia. Exatamente como vc descreve. Maravilhoso.

        reply

Post a Comment