Como proteger as malas de viagens nos aeroportos?

as capas de mala que tenho usado

as capas de mala que tenho usado

Esse assunto rende muitos comentários sempre que posto nas redes sociais, afinal, não importa o destino, todo mundo quer saber como proteger a mala, e principalmente o conteúdo dela, durante as viagens de avião, e claro, nos aeroportos. Já mencionei em um post sobre o Golpe da Cesárea, um golpe que acontece em alguns aeroportos onde mesmo com cadeados as malas são abertas e pertences das pessoas são retirados sem que elas percebam, isso porque nesse golpe o cadeado continua lá mas tudo é feito através do fecho-éclair. Tem vídeo a beça sobre isso no youtube, pra quem nunca viu, segue um link de um deles.

lacres ajudam a dificultar o golpe da cesárea

lacres ajudam a dificultar o golpe da cesárea

Resumo… o velho cadeado não significa segurança nenhuma. Digo mais… não existe nada que realmente impeça de que abram sua mala, se isto for realmente o objetivo da pessoa. Apesar de ser assustador, nos resta uma saída: tentar inibir e dificultar essa atitude da melhor maneira possível. E fiz uma listinha do que se usa e do que já usei com essa função e que bem ou mal está funcionando, afinal eu nunca tive uma mala violada e com itens furtados.

Como evitar o golpe da cesárea nos aeroportos?

  • Plastificar a mala: Hoje em dia existem várias empresas que fazem isso, seja nos aeroportos ou em outros lugares, indo até mesmo em casa. É bem simples, e plastificando a mala, fica mais difícil violar ela, até porque é o tipo de coisa que não passará desapercebida pois o dono da mala perceberá a violação e se tiver provas (eu sempre recomendo fotos) é possível brigar na justiça pelo que foi furtado. Não é um método barato (uma média de 40 reais a mala média) e também tem que saber se existe o serviço no aeroporto que vai viajar. De “brinde” você protege sua mala contra arranhões.
    Também é possível plastificar em casa e com aquele bom e velho rolo de pvc que se compra no mercado. Achei a idéia fantástica e vou testar em uma das próximas viagens. Segue um link de como fazer.
  • Capas de malas: Eu uso e muito esse método. Tenho até a capa de mala do blog, que inclusive qualquer um pode comprar, entra e vê nesse link aqui. Da mesma maneira que o plástico, a capa inibe a violação, sendo que não passa desapercebido pois é possível colocá-la novamente. Porém só em terem que tirar a capa e colocar de novo, em um prazo curto de tempo, já inibe a ação dos ladrões. Também de “brinde”  você protege a mala contra arranhões e ainda identifica ela melhor na esteira, pois pode comprar capas de várias estampas. O preço eu acho justo, até porque você usa a mesma capa por muitas viagens, ao contrario do plástico. A capa do Viajar é tudo de bom custa R$99 e ainda parcela. Eu já uso há um ano e em várias viagens, e se comparar com a plastificação, ela já se pagou há muito tempo!
  • Lacres: Qualquer lacre é bem vindo, como eu falei, nada vai realmente impedir de que abram sua mala se a pessoa quiser fazer isso, portanto a idéia é dificultar. Algumas companhias aéreas disponibilizam lacres, alguns de cor e outras transparente. Mas o que vai fazer diferença no funcionamento dele é como colocar ele na mala. Ele precisa necessariamente passar pelo fecho-éclair, juntando eles, e ser preso em um ponto fixo da mala, pode ser a alça que fica em cima e onde você segura para empurrar. Sem prender no ponto fixo da mala, o lacre será inútil como o cadeado que falei acima e que aparece no vídeo do golpe da cesárea. Já usei esses lacres e para que ele se esticasse e alcançasse o ponto fixo, eu usei mais de um. O lado bom desse tipo de lacre é que é gratuito, a companhia aérea dá (note que nem todas, o que é um risco contar com isso). O lado ruim é de que por ser simples e dado pela companhia, pode ser reposto pelo ladrão , que pode inclusive ter um monte deles, nunca se sabe.
  • Lacres numerados: Assim como os lacres que falei acima, para funcionar eles precisam estar muito bem colocados, unindo o fecho-éclair e prendendo ele em um ponto fixo da mala, podendo ser a alça que fica bem no topo dela. A vantagem desses para os lacres comuns e gratuitos é que eles têm numeração, e fica impossível para o violador repor um lacre igual. Eu uso direto esses lacres, pois não tenho capas para todas as malas e principalmente nas malas das meninas que são rosa e elas não querem capas rs. Eu tenho usado o SealBag há um ano e não tenho do que reclamar, fiz até um post sobre ele.  O problema dele é o custo, isso porque tem sempre que ficar comprando, já que depois de usado ele é inutilizado. Hoje 10 lacres estão custando R$20.
  • Mala com cadeado embutido TSA : É hoje, na minha opinião, a melhor maneira de evitar o golpe da cesárea e de quebra não se aborrecer nos aeroportos dos Estados Unidos. Isso porque se fosse outro tipo de cadeado (sem ser TSA, veja detalhes dele no link), é bem provável que não resistiria à uma viagem para ou dos Estados Unidos. Esse tipo de cadeado é permitido pois o TSA (departamento de segurança de transportes americano) tem acesso com uma chave mestra, podendo examinar a bagagem caso ache necessário, e depois fechando novamente. Quando eles não conseguem isso, isto é, o cadeado é outro, eles simplesmente quebram tudo, e aí sim fica uma maravilha para quem quer roubar o que tem dentro.
    Como a mala com cadeado embutido faz exatamente o que os lacres fazem, isto é, prendem o  fecho-éclair em um ponto fixo da mala, e ainda lacram através de um segredo numérico, fica impossível fazer o golpe da cesárea nesse tipo de mala.
minhas malas com cadeados TSA embutidos

minhas malas com cadeados TSA embutidos

E como melhorar a segurança em relação à mala extraviada?

Outro problema que ocorre em aeroportos é ter a mala extraviada, já aconteceu comigo uma vez, quando fui do Rio para Portugal com conexão em Paris. E pelo que sempre ouvi dessas histórias, é quase sempre em voos com conexões que isso acontece. Semana passada voei de United Airlines e na propaganda deles no avião eles falam do novo sistema de controle de bagagens, que diminui ou mesmo zera esse tipo de aborrecimento.Na Delta Air Lines é possível fazer o rastreamento da bagagem, do check-in à esteira (sem pagar nada por isso), pelo aplicativo para celular Fly Delta.  Espero realmente isso acabe de vez com novos sistemas e procedimentos das companhias aéreas com as malas nos aeroportos.

Enquanto os sistemas e as companhias aéreas não resolvem o problema das malas extraviadas, e que chega a atrapalhar bastante uma viagem, vale a pena investir em mecanismos para encontrar a mala, isto é, rastreadores de mala. São acessórios que utilizam sinal GSM, o mesmo de celulares, e informam através de SMS, aplicativos e email onde está a mala. Como o rastreador é desligado automaticamente durante os voos (pois a troca de dados não é permitida), fica difícil apenas localizá-la enquanto ela estiver se locomovendo. Ainda não testei nenhum desses rastreadores mas tenho muita vontade de ter um. O problema é que teriam que ser vários, e o custo não é baixo. O rastreador que falei que é usado com aplicativo custa $69.90 (dólares) e o outro, que acompanha por SMS ou email, custa R$ 349.  Eles até fazem um descontinho para quem vai comprar muitos, mas viajar com 2 por exemplo não sai menos de R$ 700.

eu quero essas etiquetas rastreadoras!! <3

eu quero essas etiquetas rastreadoras!! <3

Existem também as etiquetas inteligentes, que vêm com um código de rastreamento, ativado pelo site, onde também são dadas as informações sobre o passageiro. Isso é bacana porque você pode informar ao site que teve sua mala extraviada assim como qualquer funcionário do aeroporto ou companhia aérea pode te localizar ao ler a etiqueta e informar no site o código dela. Taí uma solução mais barata ($25.99 – dólares- e ainda rolam promoções de compre uma e ganhe outra) e que eu estou louca pra testar.

Em relação à dinheiro investido, eu continuo achando que vale a pena investir em algo mais definitivo, já que existem malas “inteligentes” que vêm com rastreadores e bateria inclusos. Nem preciso dizer que sonho com uma mala dessa! O rastreamento é via GPS e você acompanha pelo celular. De quebra a mala vem com carregador de celular, e fechadura digital,  o que convenhamos é belo kit de proteção e comodidade. O preço da mala é $ 399 (dólares), e ela ainda é de material bom (aquele que é durinho e durável) e ainda tem alguns compartimentos bacanas. Se pensar que uma mala boa da Samsonite custa esse preço e não tem rastreador, eu acho que vale super a pena!

ok.. meu sonho de consumo em relação à viagens

ok.. meu sonho de consumo em relação à viagens

Conclusão

Eu acho que vale de tudo na hora de proteger as malas e o conteúdo delas. Ainda não faço nada quanto à bagagens extraviadas, mas como sempre estou indo para o Brasil com presentinhos para a família, eu sempre me preocupo com o golpe da cesárea. Como falei, tenho usado a mala com cadeado TSA embutido, e como ela é preta, eu coloco por cima a capa de mala do blog, assim eu inibo qualquer tipo de violação mas deixo livre para o pessoal da segurança de aeroportos americanos caso eles queiram checar algo, como na viagem da semana passada. Na mala que não tem o cadeado embutido eu uso o lacre numerado, mas como falei acima, a minha idéia é mudar todas as malas para essa mala com cadeado embutido ou mesmo a mala inteligente (sonhando aqui rs) . Acho que o investimento vale a pena, principalmente pra mim que viajo pra caramba. De qualquer maneira eu não abrirei mão das capas, uma mala com esse preço precisa de proteção contra os maus tratos nos aeroportos rs

E vocês? Têm alguma dica para melhorar a segurança das malas nas viagens?

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. aline
  2. Giulia
  3. Pena Fialho
  4. Marinete
  5. Carina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *