Minhas dicas para viajar mais tranquila com crianças

 

Carrinho tipo guarda-chuva , essencial!

Vejo diversos posts com esse tema e cheguei à uma conclusão: não existe manual certo ou errado. Todas as crianças são diferentes, e nós mães também, assim como as viagens. E que as dicas são mais que pessoais, são frutos das experiências que cada mãe viajante já passou com seus pequenos. E no auge dos 5 anos das meninas, após uma lista respeitavel de viagens com elas, onde foram à Europa duas vezes, esquiaram na França, duas vezes na Disney, duas na Eurodisney, resorts no Brasil , entre outras, acho que tenho experiências (e sufocos rs) suficientes para fazer um post com as minhas dicas. Então vamos a elas:

  • dentro do avião
    – Fundamental garantir o entrenimento a bordo, principalmente se a viagem for longa. E isso varia MUITO com a idade. Aos 2 anos você pode levar papel e lápis de cor para a criança desenhar, levar brinquedos pequenos, que caibam na bolsa ou mala de mão. Gosto de dedoches pois podemos fazer um mini teatro no avião ocupando pouco espaço na bolsa. Assim como livro para contar história.
    Com as meninas mais velhas , o papel e lápis também funcionam, mas como a energia é grande eu preciso de mais que isso. Jogos eletrônicos são uma boa opção. Eu uso o Nintendo DS delas para esse tipo de ocasião, mas também já pegaram o iphone e ipad.  No caso do ipad, filmes, desenhos támbém podem  ser baixados para ele e ajuda a diversificar o entretenimento. O importante é diversificar. Afinal, até para nós não é fácil passar dez horas sentadas no avião.
    – Itens de primeira necessidade na mala de mão: remédio para dor e febre; um lanche ou comida que a criança goste, porque não é tão fácil gostar de comida de avião; fraldas , lenço umidecido, pomada, mamadeira, chupeta, no caso de bebês; três mudas de roupas confortáveis e quentinhas, sim falei três porque já me aconteceu de sujarem duas mudas rs, não podemos esquecer que são crianças;
  • dentro do carro
    – Entretenimento no carro eu acho mais fácil. Fiz uma seleção de músicas de criança e viajamos cantando, é uma delícia.
    – Os itens de primeira necessidade não mudam, mas é bom acrescentar água, um trocador de plástico no caso de bebê e claro , um penico. O penico é fundamental na viagem de carro, independente da idade da criança. Primeiro porque você não sabe se vai pegar engarrafamento, se a vontade da criança de ir ao banheiro vai ser naquele trecho sem nada na estrada ou pior, se vai ser em um lugar perigoso que nem no matinho dá  para parar. Já passei pela experiência de ficar presa em um engarrafamento, e uma viagem que seria de duas horas virou de oito horas. Meninas faziam o xixi dentro do carro no penico, porque mesmo no matinho elas ficaram com vergonha de ir, e eu abria a porta e jogava no matinho . Chegou um momento que quase que EU usei o  penico rs .

    viagem de carro; cadeirinha, chupeta e música infantil

  • Fora do país
    – Minha primeira pergunta: seu filho é alérgico a alguma coisa? Pois minhas filhas eram alérgicas a fraldas da Huggies de piscina. E , com medo de serem alérgicas a alguma fralda na Europa, eu levei na primeira viagem delas, TODAS as fraldas que iriam usar pelos 14 dias. Saí espalhando fraldas em todos os forros de malas, não ocupou muito espaço e garantiu minha tranquilidade. Isso vale para pomada, medicamentos, sabonetes e etc.
    – Carrinhos. Nós aguentamos bater pernas, conhecer museus, andar parques inteiros, mas os pequenos não aguentam, e dar colo fica cansativo para a gente. Se não tem carrinho “guarda-chuva” , vale a pena comprar antes de ir ou no próprio destino assim que chegar. Se bem que muitos terminais de fora do país são enormes e para fazer uma conexão se anda tanto que é bom estar com o carrinho. Esses carrinhos são práticos e nem são despachados com a bagagem, eles vão até a porta do avião, o que torna tudo mais fácil. Além disso,muitos vêm com uma capa transparente que protege a criança não apenas da chuva como do frio, e foi assim que curti Paris com as meninas a 5 graus C. 🙂
    – Farmacinha. Antes de viajar, o ideal e ir ao pediatra e solicitar uma lista de medicamentos que seu filho esteja acostumado, comprar tudo e levar. É o tipo de precaução que custa pouco e evita muitos aborrecimentos.
    – Mala: uma malinha para cada criança é lindo, mas NADA prático! Sempre viajo sozinha com elas, e mesmo não indo sozinha, quanto mais mala, mais difícil a operação de despachar/esperar na esteira . Ao mesmo tempo sempre existe a possibilidade de uma mala ser extraviada, e como eu sou o exemplo de que quando pode acontecer , acontece, quando fomos para Lisboa via Paris, a TAM não mandou uma mala de Paris para Lisboa, resultado: parei no shopping às 11 horas da noite para comprar roupas e  pijamas pois era uma mala com coisas minhas (menos mal rs). O que faço agora? Uma big mala para nós três e uma micro mala  com um kit de sobrevivência para dois dias que é o prazo normal de entrega da mala ou no pior dos casos, para comprar tudo que foi perdido.

Essas dicas, como falei, são resultados das experiências que tive com as meninas. Se alguém quiser dar mais dicas, estas serão bem vindas! 🙂

 

nós 3 em Lisboa

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. SANDRA FIRMO
  2. Conceição Damasceno
  3. Rodrigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *