Dica de como montar um roteiro de enoturismo

Como já comentei por aqui, sou enófila de carteirinha, sempre digo de carteirinha pois fiz todos os cursos da ABS e sou sócia, com carteririnha. 🙂
Infelizmente só fiz uma enotrip até hoje: Vale dos vinhedos, Serra Gaúcha. Já fui à Napa Valley, EUA, mas não foi uma viagem específica e não aproveitei como gostaria.
Mas foi uma experiência maravilhosa. E com os cursos da ABS, com os grupos de degustações a vontade de fazer uma enotrip é cada vez maior.
Infelizmente na web não se encontram ainda muitas dicas de roteiros, vejo boas informações por emails que recebo do Fórum. E o que eu acho que existe de bom conteúdo são livros que separam as regiões vinícolas por países, por castas, e indicam os produtores mais importantes de cada região.
A Larousse do Vinho é ainda para mim a mais completa, citando as melhores safras, dando uma visão básica sobre vinho, degustação, vinificação, harmonização e em seguida segue para a parte importante: Vinhedos do mundo.
Esse ano comprei o Guia Ilustrado Zahar, “Vinhos do mundo todo”. Ele também segue a linha de resumir o mundo do vinho para depois separar o mundo por países vitivinicultores. Tanto o Guia Zahar como a Larousse são ilustrados.
O “1001 vinhos para beber antes de morrer” também tem um índice por região de origem, e eu usaria ele para complementar o roteiro, escolhendo da região a ser visitada alguns vinhos da lista.
Mas, para quem ainda é só um curioso, sem cursos, mas enófilo do mesmo jeito, eu sugiro que acrescente um livro básico para entender melhor o mundo do vinho: “Falando de vinhos, a arte de escolher um bom vinho”. Escrito maravilhosamente bem, de fácil entendimento, por dois feras do assunto: Célio Alzer, com quem tive o prazer de ter aula na ABS, e o Danio Braga, que acredito que não precise de apresentações, mas é o fundador da ABS Rio, e chef do restaurante famoso Locanda della Mimosa , que confesso ainda ser um sonho de consumo me hospedar na pousada de mesmo nome e onde fica o restaurante.
Com esses livros qualquer pessoa consegue montar um roteiro de enoturismo, sem ajuda de ninguém, seguindo o seu gosto pessoal, seja de casta, seja de região, país..  Até porque o que pode ser um bom vinho para mim, pode não ser para outra pessoa.
Espero em breve me programar para uma viagem dessa, montando assim o roteiro, e claro, vou compartilhar aqui. 🙂

 

 

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários
  1. tiago costa
    • Flávia Peixoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *