Pacotes de viagens valem a pena?

Estava procurando algo sobre algum lugar via google, e como tem mais de um mês já não lembro nem o lugar nem o blog que eu acabei encontrando uma pessoa esculachando as agências e operadoras de viagem, que anunciam “a partir de” e que no fim nunca é o preço que está ali. Achei ínteressante a abordagem e a pessoa dizia que por isso não usava agências/operadoras. Resolvi aqui fazer um breve resumo de como funciona o negócio de turismo.

As Operadoras têm como clientes as Agências de viagens. Tirando algumas que têm sua loja própria, que funciona como agência, como CVC e Marsans, elas basicamente só falam com as Agências, o restante do contato com os clientes é por telefone e quando muito pelo site. E o interessante é que pelo nome, a maioria das pessoas só conhece as operadoras, porque são elas que fazem aquelas propagandas de dar água na boca nos jornais, revistas e etc. Dando exemplo do jornal O Globo, às quintas, quando se abre o caderno de viagem estão lá’: New It, Shangri-la, Bessitur, CVC, Marsans, entre outras.. São todas operadoras. Mas engana-se quem pensa que comprar um pacote da CVC diretamente com ela sairá mais barato que na agência pequenininha da esquina.

Cada operadora faz seus acordos com hotéis, companhia aéreas e etc, pelo mundo, e umas conseguem melhores condições que as outras para um determinado destino com alguns fornecedores específicos. E aí que entram os bons agentes de viagens, que por estarem no trade, sabem  quem tem melhor preço de Disney, quem faz melhor um pacote de ski para Las Leñas, quem tem bom preço de hotel em Buenos Aires ou até mesmo quem faz Porto Seguro bem baratinho. E não necessariamente o que faz Porto Seguro barato é quem faz Disney barato e por aí vai.  E quando você vai lá na agência, e diz o que você quer, a agência normalmente faz a cotação com 2, 3 , 4 operadoras que já são reconhecidamente boas no destino, procurando o produto ideal para o cliente.  E o que muitos pensam é que se for direto na operadora barata, vão pagar mais barato. E está aí um novo engano… Todo o trade é comissionado, se você comprar direto com a operadora, o vendedor de lá vai ganhar a comissão, mas se for com a agência, a comissão é dela. Enfim, em todos o preços, já está embutida a comissão.  E é nisso que você pode barganhar no caso da compra de um pacote: as agências, por serem menores , “negociam” descontos, tirando de sua comissão, para conquistar os clientes. Enfim, se você for um bom negociador, pode diminuir bem o valor do pacote.

Quanto ao “a partir de” , que eu vi no blog que eu realmente não lembro, é que tudo depende do dia da viagem, se a data tem o valor do aéreo na classe operadora, se tem feriado, data importante, baixa ou alta temporada.

Falando em aéreo, um vôo qualquer, de qualquer cia, ele é todo dividido em classes com letras. Dependendo da época do ano, alta ou baixa, o mínimo é um e o máximo é outro. E cada classe tem seu preço, e conforme as mais baratas são vendidas (isso não depende de posicionamento dentro do avião), vão ficando as mais caras e por isso ás vezes você senta no avião ao lado de uma pessoa que pagou R$ 195 na ponte aérea e você ali , comendo o mesmo lanche ou barrinha, pagou R$ 400. Com certeza o seu vizinho de avião comprou antes de você e encotrou melhor tarifa.

E falando em melhor tarifa, mais um motivo para comprar “pacotes” com agências/operadoras. A tarifa de classe operadora nunca é disponibilizada para nós, seres mortais, via web ou de qualquer maneira. Exemplo, um amigo acabou de comprar um pacote para a família para a Disney, mas ele tinha milhas e resolveu usá-las, mas só para ele. Portanto o pacote dele ficou sem aéreo, e ele pagou o valor total menos o aéreo que foi cerca de 500 e poucos dólares.. resumindo.. o resto da família pagou de aéreo Rio-Orlando-Rio 500 e poucos dólares.

Apesar de praticar pouco, acho que vale a pena comprar um pacote (digo pacote e não excursão com guias e etc). As condições de pagamento são sempre melhores (parcelamento em cheque, cartão e etc) ; é possível negociar um desconto com a agência;  a tarifa aérea vem com preço bom (se conseguir na classe operadora); existe flexibilidade  de hoteis (a maioria das agências disponibilizam uma lista que o cliente escolhe); existe flexibilidade de companhia aérea também, sou dessas que tenho antipatia por uma rs; o seguro de vida que é importantíssimo em viagem ao exterior normalmente está embutido no valor ; pode incluir o aluguel de carro e parcelar junto; e, no pior dos casos,bem ou mal estamos amparados pelos direitos do consumidor, mesmo que a viagem seja para fora do país. Claro que é sempre bom fazer algumas contas como se fosse fazer tudo separadinho, mas com certeza é uma maneira de viajar mais tranquila e normalmente por um preço bom.

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Últimos comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *